Personalidades
Regência - Portal Voltar Personalidades Museu do General Festa 2004 Festa 2003 Herói 2003

 

Como todos os países, cidades, vilas e povoados, Regência também tem suas personalidades queridas, que conquistaram este apreço com o tempo, a dedicação ao cultivo de valores e sua contribuição para o povo da cidade.


  • Elpidio Ângelo de Macedo - Miúdo 

Nascido em Colatina-ES no dia 2 de setembro de 1923, recebeu de sua mãe o apelido de Miúdo, em função de seu parto pré-maturo de 7 meses.

Veio para Regência em 1930, quando seu pai foi contratado para trabalhar na serralheria da vila, que foi incendiada 7 anos mais tarde, em julho de 1936, e nunca mais voltou a funcionar.

Sempre conversador, de alma nobre, afirma que não gostava de Regência em sua infância, e só passou a desejar viver em na vila quando o cupido flechou seu coração, caindo nas graças de Valdivina Galdina, uma nativa, filha de índios Botocudos, que habitavam da foz do Rio Doce até a divisa com Colatina.

Com 52 anos de casado, pai de 3 filhas, conhecedor profundo da história da vila, defensor da memória do herói regenciano Caboclo Bernardo, para o qual compôs um hino, cantado em escolas de Linhares, sendo o dia 3 de junho, aniversário da morte do herói, escolhido para comemoração do grande feito que eternizou sua bravura.

Conquistou melhorias para a vila, como o muro do cemitério, a praça, a festa do Caboclo Bernardo, cuidou do túmulo do herói.

Segundo ele, em 1917 nasceu a Casa do Congo, e em 1919, o Clube Carnavalesco Valete de Ouro, criado por Manoel Cearence.

 


  • Páscoa Arminio Menezes de Oliveira - Dona Páscoa

Nascida em 22 de abril de 1926, no dia da páscoa, veio de Linhares para Regência em 1978, em função da saúde do marido, que após sofrer do coração, foi indicado que procurasse morar perto do mar.

Mãe de 9 filhos, trouxe para a vila o único filho solteiro, que depois casou e foi morar em Linhares, vindo para perto da mãe outro filho, Edmar Gil, que trabalha para a Prefeitura de Linhares na função de motorista da ambulância que é um dos equipamentos de trabalho de Dona Pascoa.

Ela conta que em sua mocidade, aos 22 anos, já era mãe de 2 filhos, quando precisou ajudar uma moça epiléptica que entrou em trabalho de parto e ninguém quis socorrer, com medo da doença. Páscoa ajudou a criança vir ao mundo e tornou-se assim uma mulher capaz de ajudar outras crianças a nascer.

Hoje, ela acredita ter "apanhado" mais de 320 crianças, a maioria delas na vila de Regência. Nunca aceitou pagamento pela sua dedicação e apoio as gestantes, e seu sustento vem da pensão que recebe do marido falecido, 8 anos após sua chegada na vila.

Trabalho na roça do pai, não escolhendo serviço, da lavoura para o cuidado com o gado da fazenda. Quando casou, se dedicou a costura para ajudar no sustento da família que crescia.

Dona Páscoa é um pouco mãe da maioria das crianças que vive na vila, e recebe delas o carinho e atenção. Com 77 anos, foi homenageada pela Prefeitura de Linhares no Dia da Mulher, na sede do município. 


 
  • Maria Bárbara Garuzzi - Tia Mariquinha

Nascida em 04/12/1929, veio para Regência em 1980, tempo em que o ônibus chegava até a altura de Bananal, o restante era percorrido à pé, cerca de 7 Km, com sacos de mantimentos nas costas, indo até onde hoje é a base da Reserva Biológica Comboios e Tamar, quando seguiam beirando a praia até a vila.

Soube que estavam distribuindo lotes para o desenvolvimento da vila e veio para procurar o Sr. Plínio, que lhe ofereceu uma quadra de terra para que ela e o marido pudesse trabalhar.

Incansável defensora do bem estar social, tornou-se uma líder na comunidade, atendendo ao que dela precisam com carinho e cidadania.

Responsável pela manutenção da cultura local, atua junto aos mais jovens com o Congo Mirim, educando e promovendo eventos para que possam ampliar suas possibilidades de conquista da realização pessoal.

Possui o respeito dos mais velhos, dos jovens e das crianças, das autoridades, dos executivos e dos empreendedores.

Além de criar com dignidade seus filhos naturais, abriu as portas de sua casa e seu coração de mãe para educar 11 filhos adotivos.

Uma mulher de fibra!


  • Primo Pelissari

Em Regência, a arte do Primo Pelissari, nascido em 12/07/1924, conhecido como "General", transborda em criatividade e estilo, procurando aproveitar o impulso criativo da natureza, acrescentando sua imaginação e fantasia, traço marcante em todas as suas obras.

Os materiais encontrados na praia, no rio e nas matas, inspiram sua mente de artista, dando forma e personalidade as suas criações.

Casou-se com Mariquinha em 1933, veio para Regência em 1980, quando sua esposa soube que estavam distribuindo lotes para alavancar o crescimento da vila. Conseguiram uma quadra de terra e plantaram mandioca pra fazer farinha, na casa de farinha que construíram no lote, vendendo a produção em Linhares e redondeza.

Compraram mais um lote e ampliaram a horta e a criação de animais, e hoje possuem uma pousada com vários quartos, suítes e apartamentos.

Numa hora e outra, o espírito do artista pede a vez e novas criações ganham vida.

   

 

 

     

     

   

   

 

Em defesa dos Mananciais

www.almadorio.org.br

Condomínio Aldeia

Av. Principal, próximo ao Posto de Combustível

Webmaster:

 Paulo Randow www.paulorandow..com.br